Taça Tibetana (Singing bowl)

Taça usada na prática da meditação e em várias terapias de cura.

De acordo com a tradição oral tibetana, a existência destas taças (que cantam) data do tempo de Buda (560 - 480 AC). A tradição foi trazida da Índia para o Tibete, juntamente com os ensinamentos do Buda, pelo grande mestre tântrico Padmasambhava no século VIII AD.

As taças produzem sons que levam a um profundo estado de relaxamento o qual naturalmente ajuda a entrar na meditação, sendo o objetivo final a iluminação. São uma ajuda essencial para a meditação, e podem ser encontradas em altares budistas particulares, e em templos, mosteiros e salas de meditação em todo o mundo.

Dispomos de 3 tamanhos: pequena, média e grande.

A técnica "ao redor da borda"

Segure a taça de canto na palma da mão esquerda. Para taças menores segure na ponta dos dedos.

Agarre o bastão a meio do comprimento, com todas as pontas dos dedos apontando para baixo e tocando a madeira. Palma da mão para baixo.

Golpeie suavemente o bastão contra o lado da taça para "aquecer" o sino.

Com uma pressão uniforme, esfregue o bastão no sentido horário em torno da borda externa da taça. Use um movimento de braço completo, assim como que mexendo uma grande panela de sopa, e mantenha o bastão direto para cima e para baixo! Não é um movimento de pulso, mas um movimento de braço cheio.

Lembre-se de aplicar pressão - o atrito do bastão contra o exterior da taça produz vibrações que resultam em som.

Experimente a sua própria velocidade. Normalmente as pessoas fazem muito rápidamente! Deixe o som acumular lentamente e a vibração faz “cantar” a taça.

Taça Tibetana (Singing bowl)

€40.00
Taça Tibetana (Singing bowl) grande Taça Tibetana (Singing bowl) média Taça Tibetana (Singing bowl) pequena
Taça Tibetana (Singing bowl) grande Taça Tibetana (Singing bowl) média Taça Tibetana (Singing bowl) pequena

Taça Tibetana (Singing bowl)

€40.00
Tamanho
€40.00

Taça usada na prática da meditação e em várias terapias de cura.

De acordo com a tradição oral tibetana, a existência destas taças (que cantam) data do tempo de Buda (560 - 480 AC). A tradição foi trazida da Índia para o Tibete, juntamente com os ensinamentos do Buda, pelo grande mestre tântrico Padmasambhava no século VIII AD.

As taças produzem sons que levam a um profundo estado de relaxamento o qual naturalmente ajuda a entrar na meditação, sendo o objetivo final a iluminação. São uma ajuda essencial para a meditação, e podem ser encontradas em altares budistas particulares, e em templos, mosteiros e salas de meditação em todo o mundo.

Dispomos de 3 tamanhos: pequena, média e grande.

A técnica "ao redor da borda"

Segure a taça de canto na palma da mão esquerda. Para taças menores segure na ponta dos dedos.

Agarre o bastão a meio do comprimento, com todas as pontas dos dedos apontando para baixo e tocando a madeira. Palma da mão para baixo.

Golpeie suavemente o bastão contra o lado da taça para "aquecer" o sino.

Com uma pressão uniforme, esfregue o bastão no sentido horário em torno da borda externa da taça. Use um movimento de braço completo, assim como que mexendo uma grande panela de sopa, e mantenha o bastão direto para cima e para baixo! Não é um movimento de pulso, mas um movimento de braço cheio.

Lembre-se de aplicar pressão - o atrito do bastão contra o exterior da taça produz vibrações que resultam em som.

Experimente a sua própria velocidade. Normalmente as pessoas fazem muito rápidamente! Deixe o som acumular lentamente e a vibração faz “cantar” a taça.

Produtos vistos recentemente